phishing, segurança cripto, mercado cripto, segurança, dados, roubo de dados

Phishing: saiba o que é e como se proteger dele!

calendar_month 09/06/2022

Você já deve conhecer a prática do phishing, mesmo, talvez, não reconhecendo pelo nome. Por exemplo: sabe aqueles e-mails que você recebe, mas suspeita, como “Atualize seus dados”, “Você ganhou uma promoção” ou até mesmo aqueles que se passam por instituições financeiras ou outras empresas? Esses tipos de mensagens são o que chamamos de phishing.

Neste artigo, você saberá tudo sobre essa prática criminosa e como se proteger dele, principalmente no mercado cripto. Boa leitura!

O que é o phishing?

A prática do phishing consiste em ações realizadas por cibercriminosos que buscam obter, de forma ilegal, dados pessoais de pessoas, como identidade, senhas, cartões de crédito e muito mais, através de links de origem duvidosa enviados por e-mails, SMS ou aplicativos de mensagens instantâneas.

Hoje em dia, com o boom dos criptoativos, como o Bitcoin e NFTs, os cibercriminosos encontraram uma nova área de atuação, em que muitas pessoas ainda estão cheias de dúvidas e incertezas e mais propensas a caírem em golpes.

Esses cibercriminosos podem se passar por autoridades, empresas confiáveis e até mesmo instituições financeiras ou fintechs para enganar suas vítimas. Eles convencem quem recebe a mensagem que ela é oficial, abordando tópicos de interesse ao longo do texto para induzi-las ao clique.

Além do phishing, que ataca pessoas físicas em massa, podemos citar, também, o spear phishing, que tem as empresas como alvo. Nesse tipo de prática, o e-mail recebido simula uma mensagem enviada por algum departamento, como, por exemplo, o de TI ou o financeiro. Quem clica nos links, pode colocar todos os dados da empresa em risco.

A tecnologia tem um papel fundamental no combate ao spear phishing. Existem soluções tecnológicas que monitoram o ambiente de TI e ajudam a proteger os dados. Entretanto, apesar de esses recursos existirem, é preciso que os funcionários também estejam atentos a essa modalidade de cibercrime e não abram qualquer tipo de mensagem indiscriminadamente.

Dicas para não cair no phishing?

Para que você não caia no phishing, separamos dicas de ouro, confira abaixo!

1 – Identifique o que é phishing e o que não é

Quando receber as mensagens em sua caixa de entrada, fique de olho no tipo do e-mail. É comum que os cibercriminosos utilizem nomes de remetentes falsos. A mensagem pode ter sido enviada em nome de um banco, por exemplo, mas o endereço de e-mail não ter qualquer ligação com a instituição.

Além disso, é necessário ter atenção a endereços de e-mail que possuem o nome de alguma corporação, mas apresentam uma grande extensão com muitos números e abreviações.

2 – Preste atenção a erros ortográficos

Caso o e-mail que você receba possua erros ortográficos grotescos, desconfie. E-mails genuínos de empresas raramente possuem erros gramaticais ou ortográficos.

3 – Não clique em links

Não saia clicando em links sem conferi-los antes. Com um simples passar de mouse sobre ele, você poderá observar a URL com o endereço da página a ser aberto. Se for um endereço estranho, não clique.

4 – Não abra anexos

Se desconfiar de quem enviou o e-mail, não baixe os anexos. Eles podem conter arquivos que são, na verdade, malwares anexados e podem roubar seus dados e senhas, além de espionar o que você faz através da webcam e do microfone.

5 – Não forneça informações pessoais

Diversas empresas e instituições, como bancos, correios e administradoras de cartão de crédito, já avisam que não pedem dados dos seus clientes através de e-mail. Caso você tenha alguma dúvida ou desconfie, entre em contato com elas através do telefone ou dos canais de atendimento oficiais.

6 – Não confie nas imagens

Para dar mais veracidade ao e-mail e seduzir as suas vítimas, os cibercriminosos apostam em logotipos, cores, slogans e mais das marcas pelas quais estão se passando. Mesmo parecendo verdadeiros, desconfie desses e-mails.

Esperamos que você tenha entendido o que é o phishing e como escapar dele. Quanto mais as pessoas conhecem os riscos aos quais estão expostos na internet e conhecem as medidas para combatê-los, mais terão seus dados protegidos!

Se você quer ficar por dentro do universo cripto, siga a Liqi no Instagram e em nosso canal do YouTube!

Outros artigos

Como funcionam as DLTs e Blockchain? | Tatiana Revoredo

Tatiana Revoredo explica quais as principais diferenças entre as blockchain públicas e as blockchains privadas (conhecidas como DLTs). Segundo...

07/06/2024

Saiba mais
O que é uma securitizadora e qual o seu papel no mercado financeiro, O que é securitização, Que tipos de ativos podem ser securitizados, como CRA, CRI, Debênture e Certificado de Recebíveis, Quais são os principais pilares da securitização, Qual é o processo de securitização, Por que investir em títulos securitizados e Quais são as tendências para o futuro da securitização com o uso de blockchain e tokenização.

O que é securitização, o que fazem as securitizadoras e qual sua importância para o mercado financeiro?

A securitização é um processo financeiro complexo, mas essencial no mundo moderno dos investimentos e finanças. Vamos descomplicar o tema e...

05/06/2024

Saiba mais
Vantagens da tokenização para o investimento em crédito | André Pina

Vantagens da tokenização para o investimento em crédito | André Pina

André Pina discute as principais vantagens da tokenização no mercado de crédito, destacando como a tecnologia blockchain pode automatizar e...

24/05/2024

Saiba mais

Saiba das novidades cripto antes de todo mundo!

Assine a nossa newsletter semanal e receba todas as atualizações sobre o mercado que nunca para.