criptoativos, tokenização, armazenamento de criptoativos, wallets, carteiras, wallet

Saiba como armazenar seus criptoativos com segurança!

calendar_month 25/11/2021

Quando pensamos em criptoativos, principalmente tokens e criptomoedas, associamos naturalmente ao meio digital. Mas você já se perguntou onde eles ficam armazenados, uma vez que você não os tem na mão, igual as notas de dinheiro e cartões de crédito?

É essa dúvida que iremos sanar com esse artigo. Aqui, falaremos mais sobre como armazenar seus criptoativos com segurança. Boa leitura!

Como são armazenados os criptoativos?

Da mesma forma como utilizamos carteiras para guardar nosso dinheiro e cartões no dia a dia, é possível armazenar criptoativos em wallets para mantê-los seguros.

As wallets armazenam chaves públicas e privadas, que são longas sequências alfanuméricas e servem para acessar seu saldo. Enquanto a chave pública você pode compartilhar com outras pessoas para realizar transações, a chave privada é de uso individual.

Ou seja: não compartilhe com ninguém! É como se fosse a sua senha do banco ou a senha de um cofre. 

Com as wallets, você pode realizar transações, interagir com os criptoativos e armazenar as chaves de forma prática e segura. No entanto, elas funcionam apenas como uma interface para o controle e acesso dos seus criptoativos, já que todas as transações ficam registradas na Blockchain. Aliás, esta grande base de dados não contém apenas esse tipo de informação.

Na realidade, todos os registros, de quem são os detentores dos criptoativos, da quantidade que cada um possui e de quando as transações ocorreram estão na Blockchain. Por ser um sistema descentralizado, ela garante que somente as pessoas que têm uma chave possam acessar os criptoativos.

E é justamente essa a função das wallets: facilitar esse acesso, por meio de diferentes recursos.

Quais os tipos de wallets disponíveis para armazenar os criptoativos?

Assim como existem diversos modelos de carteiras disponíveis para armazenar seu dinheiro e cartões no mercado, existem algumas opções de wallets para você armazenar seus criptoativos. 

Mais especificamente, são três opções diferentes: 

  • software wallets;
  • hardware wallets;
  • paper wallets.

A diferença entre elas está, principalmente, na forma de acesso. Confira, abaixo, as características de cada uma para saber qual é a que combina mais com o seu perfil.

Software wallets

As software wallets são programas que podem:

  • ser baixados em seu computador ou smartphone;
  • instalados como extensões nos navegadores;
  • acessados por meio da nuvem.

O grande diferencial desse tipo de carteira digital é a possibilidade de fazer backup. Ou seja, caso você perca seu computador ou smartphone, tem como recuperar o seu saldo e restaurar as suas chaves.

No entanto, há também uma desvantagem: para utilizar esse tipo de wallet, é necessário estar conectado à internet. Assim, essa carteira digital fica mais suscetível ao ataque de hackers e, consequentemente, pode ser menos segura.

Hardware wallets

As hardwares wallets são uma opção física de carteira e se assemelham bastante a dispositivos digitais, como pen drives. Dessa maneira, você só precisa se conectar a um computador para utilizá-las, sem acessar necessariamente a internet. Isso faz com que essa alternativa seja mais segura do que as software wallets.

A desvantagem desse tipo de carteira é que seu valor não é muito acessível. Além disso, se não for uma hardware wallet de primeira linha, ela pode vir infectada por vírus ou malwares e colocar em risco todo o seu saldo de criptoativos.

Paper wallets

As paper wallets são exatamente o que a tradução deste termo sugere: carteiras de papel.

Para utilizar essa wallet, é necessário acessar um programa. Ele é responsável por gerar um endereço pelo qual você irá receber, enviar e armazenar os seus criptoativos.

Existe uma infinidade desses endereços disponíveis nos softwares e tudo o que você precisa fazer é escolher o seu. Mesmo que seja gerado de forma off-line, esse endereço, que nada mais é do que as suas chaves privadas e públicas, já está disponível na Blockchain, pronto para ser utilizado.

A grande vantagem deste modelo é que ele se torna mais seguro contra o ataque de vírus por não precisar de acesso à internet. Além disso, é muito fácil de ser transportado. No entanto, a grande desvantagem é que as carteiras de papel podem se deteriorar facilmente e a possibilidade de perdê-las é grande.

Agora que você já conhece quais são os tipos de wallets disponíveis para armazenar seus criptoativos com segurança, pode escolher a opção que mais combina com o seu perfil e começar a dar os primeiros passos no mundo dos investimentos.

Quer saber mais sobre o universo da tokenização, dos criptoativos e investimentos no Brasil e no mundo? Confira o perfil da Liqi no Instagram.

Outros artigos

O que é Liqi Tokens; O que faz sentido tokenizar; Quais as oportunidades dos TIDCs; Quais são as vantagens de tokenizar; Quem pode tokenizar e para quais empresas faz sentido; Como funciona o passo a passo da tokenização; Qual o futuro da tokenização

Liqi Tokens: quem pode tokenizar, o que pode ser tokenizado e como funciona?

O produto Liqi Tokens permite a tokenização de ativos e produtos financeiros e abre novas oportunidades de captação e antecipação para...

28/02/2024

Saiba mais

Quais as vantagens da blockchain para o mercado financeiro?

Neste episódio do Cortes Talkenização, Guto Antunes (Head de Digital Assets do Banco Itaú) discorre sobre a importância da blockchain na...

23/02/2024

Saiba mais
O que é a Hyperledger Besu. Quais os casos de uso da Hyperledger Besu. Em quais setores a Hyperledger Besu pode ser utilizada? .Por que a Hyperledger Besu foi escolhida para o Drex (Real Digital).

Hyperledger Besu: como funciona, quais as aplicações e vantagens?

A Hyperledger Besu foi a DLT escolhida pelo Banco Central para o projeto piloto do Drex (também chamado de Real Digital). No mais novo episódio do...

21/02/2024

Saiba mais

Saiba das novidades cripto antes de todo mundo!

Assine a nossa newsletter semanal e receba todas as atualizações sobre o mercado que nunca para.